multi

Inscrições para o Sisu 2019 serão de 22 a 25 de janeiro

As inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que permite o ingresso em instituições de ensino superior, começam na próxima terça-feira (22).

Resultado de imagem para Inscrições para o Sisu 2019 serão de 22 a 25 de janeiroAs notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgadas nesta sexta-feira (18), servem de base para o candidato garantir uma vaga na universidade. O Ministério da Educação (MEC) lançou um simulador que permite os estudantes saberem quanto precisam tirar no Enem para ingressar no curso que desejam pelo Sisu. 

EBC

Governo Bolsonaro tem até abril para definir regra para reajustar salário mínimo; entenda

O reajuste do salário mínimo anunciado no primeiro dia de governo Bolsonaro, de R$ 954 para R$ 998, impactou diretamente a vida de pelo menos 48 milhões de brasileiros.

Cédulas de dinheiro no bolso — Foto: Arquivo/Agência BrasilEsse é o número estimado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de pessoas que têm a renda referenciada no mínimo, seja porque esta é sua remuneração ou porque recebem aposentadoria ou pensão do INSS.

O valor sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro é R$ 8 inferior ao que já havia sido aprovado pelo Congresso no Orçamento enviado pela equipe de Temer, R$ 1.006.

A mudança gerou insatisfação em muita gente, mas estava dentro da lei: levou em consideração o PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes - o de 2017, que foi de 1% - e a inflação do ano anterior - o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 2018, que será informado apenas no fim deste mês e que foi estimado em 3,6%.

A proposta feita pela equipe de Temer incorporava uma projeção mais elevada para a inflação de 2018, de 4,2%.

 

Desde 2011 o Brasil usa a mesma fórmula para o cálculo. Ela foi negociada pelas centrais sindicais ainda no governo Lula, adotada por volta de 2008 e formalizada em lei no governo Dilma Rousseff. A medida, com duração de 4 anos, foi renovada em 2015 e perde a validade neste ano.

 O salário mínimo é uma medida importante não apenas no Brasil ou em países com alto nível de pobreza - nos últimos anos, ele tem sido tema nacional de debate inclusive em países desenvolvidos.

Parte dos economistas acredita que, em um mundo em que os sindicatos perdem cada vez mais relevância e os laços entre empresas e empregados se tornam mais etéreos, a existência de um patamar mínimo de renda fixado pelo Estado é um importante mecanismo para evitar o aumento da desigualdade.

Outros defendem que um valor estipulado por lei como nível mínimo das remunerações desestimula contratações formais, na medida em que torna mais cara a folha de pagamentos das empresas, e, por isso, aumenta o desemprego.

 O que vai acontecer com o salário mínimo daqui para frente?

 Em tese, o novo governo tem até abril para definir se mantém a regra atual ou se propõe algo diferente.

Com o fim da vigência da lei aprovada em 2015, o Executivo fica livre para definir se haverá reajuste anual e, em caso positivo, como ele será calculado - se baseado apenas no índice de inflação, por exemplo, em vez da fórmula "inflação mais PIB".

 Abril é o prazo para que o Executivo envie ao Congresso a proposta de Orçamento para 2020 - e, como o salário mínimo é base para uma série de pagamentos da União, como as aposentadorias, a equipe econômica precisa estipular seu valor para ter uma dimensão de quanto vai gastar.

 Na prática, o governo teria até o fim do ano para formalizar a mudança através de um projeto de lei.

Uma das questões em torno do salário mínimo é justamente seu impacto sobre as finanças do governo. A Constituição de 1988 o fixou como piso dos benefícios pagos pelo INSS, pela assistência social e para o seguro desemprego.

 O Dieese estima, por exemplo, que cada real de reajuste no salário mínimo aumenta em cerca de R$ 302 milhões os gastos da Previdência em um ano.

Salário mínimo e reforma da Previdência

 Ao contrário do reajuste em si, que deve ser proposto por meio de Projeto de Lei, a indexação do salário mínimo aos benefícios previdenciários e assistenciais só poderia ser modificada por meio de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), que exige apoio mais amplo do Congresso para ser aprovada.

Algumas das propostas de reforma da Previdência apresentadas durante a transição de governo ao ministro da Economia, Paulo Guedes, contemplam essa desvinculação - entre elas está o estudo apresentado pelos economistas Paulo Tafner e Armínio Fraga e outro entregue pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) com apoio de entidades previdenciárias.

"Esse vai ser um debate simultâneo ao do financiamento da Previdência", diz Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Dieese.

A entidade, mantida pelo movimento sindical, defende a manutenção do vínculo entre salário mínimo e benefícios pagos pelo INSS para "garantir certa distribuição da riqueza" produzida pelo país e um nível mínimo de renda para as classes mais baixas.

"Isso (o reajuste pela regra atual e a indexação) é insustentável indefinidamente (do ponto de vista das contas públicas)? Pode ser, mas o salário mínimo já é muito aquém do necessário", ele afirma.

 O Dieese estima em cerca de R$ 3.960,00 o "salário mínimo necessário", que atenderia necessidades básicas de uma família conforme estabelecido na Constituição, como moradia, alimentação, educação, saúde e transporte.

Para especialistas como o professor da FGV-EBAPE Kaizô Beltrão, não faz sentido que as aposentadorias e pensões sejam reajustadas pela mesma regra que corrige os salários de quem está na ativa.

"O reajuste deveria ser apenas a reposição da inflação, já que o discurso do salário mínimo é o de (incorporação nos salários dos) ganhos de produtividade".

 O governo deve apresentar sua proposta de reforma da Previdência no início de fevereiro e ainda não se manifestou sobre o salário mínimo - seja em relação à indexação ou à fórmula de reajuste.

 Equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, tem até abril para enviar ao Congresso proposta orçamentária, que inclui previsão de despesas com rubricas vinculadas ao salário mínimo. — Foto: Eraldo Peres/APEquipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, tem até abril para enviar ao Congresso proposta orçamentária, que inclui previsão de despesas com rubricas vinculadas ao salário mínimo. — Foto: Eraldo Peres/AP

Equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, tem até abril para enviar ao Congresso proposta orçamentária, que inclui previsão de despesas com rubricas vinculadas ao salário mínimo. — Foto: Eraldo Peres/AP

 

Uma década de redução da desigualdade

 

A valorização do salário mínimo é apontada como um dos motores por trás da redução da desigualdade que o Brasil assistiu entre 2004 e 2015.

Seu valor, que correspondia a cerca de 25% da renda média no país em 1995, saltou para mais de 40% recentemente, destaca o coordenador do Centro de Políticas Públicas (CPP) do Insper, Naercio Menezes Filho.

O economista lembra que, pela regra atual, o mínimo praticamente não sofreria aumento real pelos próximos dois anos. Isso porque o crescimento esperado para a economia para 2018 e 2019 - o PIB, variável que compunha o cálculo junto com o INPC - ainda é modesto.

 

"A questão seria se a economia voltar a crescer, quando a regra pode ter impacto forte sobre as contas públicas", ele pondera.

Nesse sentido, ele avalia que uma boa fórmula, "mais cautelosa", levaria e conta a inflação mais crescimento do PIB per capita, em vez do PIB em si.

Visto por muitos especialistas como indicador de bem-estar, o PIB per capita é a razão entre a riqueza produzida pelo país e seu número de habitantes - e, por isso, costuma variar menos do que o PIB.

"O que não pode acontecer é voltar ao que já aconteceu, quando o salário mínimo chegou a ficar sem qualquer reajuste", defende o especialista.

 

A polêmica do salário mínimo nos países desenvolvidos

 

Depois de 15 anos de discussões, a Alemanha instituiu seu salário mínimo nacional em 2015. Até então, o que valiam eram os pisos salariais negociados por cada categoria com as entidades patronais.

Demanda antiga do Partido Social Democrata (SPD), ele entrou na pauta do Legislativo quando os democrata-cristãos (CDU) da sigla da chanceler Angela Merkel tiveram de fazer uma ampla coalizão com o partido rival em nome da governabilidade.

O salário mínimo de 8,5 euros por hora - reajustado para 9,19 euros por hora em 2019 - foi adotado sob forte oposição das empresas. Na época, uma estimativa do Deutsche Bank projetava a perda de cerca de 400 mil postos de trabalho por causa da medida, que teoricamente tornaria alguns funcionários caros demais para as empresas.

Até o ano passado, a comissão formada por representantes das empresas, de sindicatos e da academia, a Mindestlohn Komission, não havia encontrado evidências de impacto significativo.

"Em um nível macroeconômico, a introdução de um salário mínimo estatutário não mostrou efeitos mensuráveis em indicadores padrão de competitividade como custo do trabalho, custo unitário do trabalho, produtividade e lucro", diz o documento divulgado em junho de 2018.

 

"O salário mínimo virou uma forma de tentar proteger a renda dos mais pobres", diz Naercio Menezes Filho, do Insper.

Também nos países desenvolvidos os sindicatos, que já tiveram grande poder de barganha para negociar salários, têm perdido força. O número de empregados na indústria diminui e o do setor de serviços, mais pulverizado e com menor representação sindical, só aumenta.

Nos Estados Unidos, pontua o economista, a queda nos salários reais - ou seja, quando descontada a inflação - nos últimos anos ajuda a explicar o aumento da desigualdade no país. E é por isso que o debate sobre salário mínimo também está em ebulição entre os americanos.

Um dos exemplos com maior repercussão é o da cidade de Seattle, que aprovou em 2014 uma lei que aumentava o salário mínimo de US$ 9,47 por hora para US$ 15, o dobro do piso federal na época.

A justificativa foi o avanço da desigualdade de renda e da pobreza na cidade desde a crise financeira de 2008.

Fonte G1 

Enem 2018: resultado é divulgado pelo Inep; veja como consultar a nota

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (18). Para acessar, os candidatos que fizeram o exame devem entrar na Página do Participante (https://enem.inep.gov.br/participante/), incluir o CPF e a senha cadastrada. A nota do Enem só pode ser consultada individualmente.

Resultado de imagem para Enem 2018: resultado é divulgado pelo Inep; veja como consultar a notaInicialmente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) havia divulgado que as notas sairiam a partir das 10h desta sexta. Porém, o resultado já estava disponível por volta das 8h20. Ao G1, o Inep esclareceu que a liberação das notas costuma ser antecipada para que, até o horário oficial da divulgação, o sistema passe por um período considerado de teste, quando pode passar por momentos de sobrecarga.

O objetivo desse teste, segundo o Inep, é garantir que, às 10h, o acesso de todos os cerca de 4 milhões de participantes do Enem esteja estável e não fique sobrecarregado.

De acordo com o Inep, o resultado dos treineiros e o espelho da redação estarão disponíveis no dia 18 de março.

 
Resultado do Enem 2018 mostra apenas as notas: espelho da redação só será divulgado em 18 de março, segundo o Inep — Foto: Reprodução/InepResultado do Enem 2018 mostra apenas as notas: espelho da redação só será divulgado em 18 de março, segundo o Inep — Foto: Reprodução/Inep

Resultado do Enem 2018 mostra apenas as notas: espelho da redação só será divulgado em 18 de março, segundo o Inep — Foto: Reprodução/Inep

Sisu

 

Com a nota do Enem 2018, os candidatos podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2019. O prazo começa na próxima terça (22) e encerra na sexta-feira (25). A inscrição é feita pelo site do programa: http://sisu.mec.gov.br/.

Neste primeiro semestre, serão ofertadas 235.476 vagas em 129 instituições de todo o país. No site do Sisu é possível escolher duas opções de curso. Quem teve melhor pontuação no Enem tem mais chances de conquistar a vaga.

Calendário do Sisu 1º semestre de 2019

 Inscrições: 22/1 a 25/1

  • 1ª chamada: 28/1
  • Matrículas da 1ª chamada: 30/1 a 4/2
  • Inscrição na lista de espera: 28/1 a 4/2
  • Convocações de outras chamadas: a partir de 7/2

 Além do Sisu, as notas do Enem podem ser usadas pelos candidatos no Programa Universidade para Todos (ProUni), Financiamento Estudantil (Fies), e em 37 universidades de Portugal. 

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o Enem é a segunda maior prova do tipo no mundo, só perdendo para o "gao kao", prova de admissão ao ensino superior da China, com 9 milhões de candidatos.

 
Caderno de provas azul do segundo dia de Enem 2018 — Foto: G1/G1Caderno de provas azul do segundo dia de Enem 2018 — Foto: G1/G1

Caderno de provas azul do segundo dia de Enem 2018 — Foto: G1/G1

Fonte G1 

 

Morre o astro da música sertaneja Marciano

O cantor Marciano, grande nome da música sertaneja, morreu nesta sexta-feira (18) aos 67 anos. O artista, chamado de "O Inimitável", sofreu um ataque cardíaco fulminante enquanto dormia em sua casa em São Caetano do Sul, São Paulo.



José Marciano alcançou o sucesso nacional na década de 80 com a dupla João Mineiro e Marciano que foi formada na década de 70. Os dois chegaram a ter um programa no SBT e emplacaram sucessos como "Ainda Ontem Chorei de Saudade" "As Paredes Azuis" e "Aline".

O duo se separou em 1993, com Marciano seguindo em carreira solo e, mais recentemente, formando dupla com Milionário. João Mineiro morreu em 2012.

Fonte vaga lume 

Carros Do Piauí Vão Começar A Ter Placas Do Mercosul

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) , Arão Lobão, informou, na quinta-feira, que os carros do Piauí vão começar a receber neste trimestre as placas do Mercosul.

Segundo Arão Lobão, três empresas estão participando de licitação a aberta pelo departamento para cadastramento das firmas que vão instalar as placas do Mercosul nos veículos do Piauí.

Ele falou que as placas dos veículos do Mercosul são alfanuméricos porque não podem ser mais números porque as variações numéricas já se esgotaram.

Arão Lobão informou que são obrigados a usar as placas do Mercosul os carros novos porque a frota atual não precisa mudar de placa.

Lobão adiantou que a lei determina que os carros novos precisam ter as placas do Mercosul até junho deste ano.

Arão Lobão falou que mais de mil motoristas do Piauí já têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em seus smartphones, que podem conseguir no site do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Lobão adiantou que as empresas foram submetidas a cadastro no Denatran e no Piauí apenas se adequarão aos critérios estabelecidos de Detran para a implantação. Várias empresas podem oferecer o serviço de emplacamento das placas do Mercosul.

A placa Mercosul oferece um número de combinações muito superior ao atual.

Estudos do Denatran apontam que vai para 450 milhões de possibilidades, quase três vezes mais do que o modelo atual, que tem 175 milhões de números, e já são mais de 55 milhões de carros registrados, isto é, a conhecida placa cinza teoricamente ainda oferece muitas opções antes da aposentadoria.

Está longe do limite, mas não se espera chegar no limite, porque é necessário atribuir uma série de letras para cada estado e por aí vai. Então chega-se ao limite em alguns estados antes de chegar a outros.

Fonte: Meionorte

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

Nesta sexta-feira (18), mais de 4,1 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado terão acesso às notas das provas. O resultado será divulgado na internet, na Página do Participante, e no aplicativo oficial do Enem.

exame_do_enem_2015.jpgOs participantes terão acesso a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação. A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, será divulgada apenas em março, 60 dias depois dos demais participantes.

A nota do Enem é calculada usando a chamada teoria de resposta ao item (TRI), que não estabelece previamente um valor fixo para cada questão. O valor varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Assim, se a questão tiver grande número de acertos será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. O estudante que acertar um item com alto índice de erros, por exemplo, ganhará mais pontos por ele.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará ainda, em data a ser definida, o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

O que fazer com as notas?

Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 22 a 25 de janeiro. Os estudantes já podem consultar, na página do programa, as vagas disponíveis. São mais de 235,4 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país.

Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com 37 instituições portuguesas. A lista está disponível na página da autarquia. Segundo o Inep, atualmente mais de 1,2 mil brasileiros usaram o Enem para ingressar nessas instituições.

ebc 

Maior traficante da região sul do Piauí é preso pela Polícia Civil

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Bom Jesus, prendeu nesta quinta-feira (17), o maior traficante de drogas do município de Redenção do Gurgueia, no sul do estado.

Maior traficante da região sul do Piauí é preso pela Polícia Civil Maycon Rodrigues de Lima é suspeito de tráfico de entorpecentes e receptações dolosas e, há oito meses, estava foragido. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juiz da Comarca de Bom Jesus.

Ele foi preso em sua residência e não esboçou reação à ação policial. Maycon Rodrigues será interrogado, submetido a exame de corpo de delito e posteriormente encaminhado à penitenciária local, onde deve aguardar posicionamento da Justiça.

Maycon era o único suspeito que ainda não tinha sido preso durante a deflagração da Operação Santo Antônio, em abril do ano passado.

Audiência Pública dia 22, Tema Vara do Trabalho de Corrente volta ser ameaçada de fechamento

Após solicitação do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, Celso Barros Coelho Neto, à presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Piauí da 22ª Região (TRT-PI), Liana Chaib, serão realizadas Audiências Públicas nas cidades de Corrente e Uruçuí para discutir a Justiça do Trabalho nas regiões.

Para o presidente Celso Barros, “as audiências públicas são importantes para que a advocacia e a sociedade discutam os problemas da Justiça do Trabalho, bem como a sua realidade. Por isso que em visita feita à direção do TRT foi por nós proposta a realização de audiências públicas e de pronto foi atendido pela Presidente do TRT Liana Chaib", informou.

“É de extrema importância a participação de toda a sociedade, bem como da advocacia de cada região para que se analisem dados e que se cheguem na melhor solução para a classe, jurisdicionados e Tribunal”, conclamou a advogada trabalhista Noélia Sampaio.

Em Corrente, a Audiência acontecerá no dia 22 de janeiro, a partir das 15 horas, no Auditório do Fórum Desembargador José Messias Cavalcanti, na Avenida Manoel Lourenço Cavalcanti, S/N, Nova Corrente.

Já em Uruçuí, a Audiência acontecerá no dia 23 do corrente mês, também a partir das 15 horas, na Câmara Municipal de Uruçuí, Praça Luís Leite, S/N, Malvinas.

CORRENTE: Secretaria de Saúde deve receber mais 03 médicos até dia 27 de janeiro

As informações foram colhidas diretamente com o secretario de saúde do Município, Dionísio Jr. De acordo com o secretario ainda restam três vagas para serem preenchidas por profissionais da saúde.

Resultado de imagem para dionisio jr vice prefeito de corrente pi

Secretario Municipal de Saúde de Corrente Dionísio JR. e o Prefeito Murilo Mascarenhas  

Corrente é uma das cidades do extremo sul que tinha o maior numero de profissionais do programa mais médicos de Cuba. No final ano passado com a decisão do governo cubano em levar todos os médicos do programa para seus Pais, Corrente ficou com uma defasagem de 06 médicos.

Segundo o secretario de saúde de Corrente Dionísio Jr. Apenas 03 vagas foram preenchidas inclusive com médicos de Corrente. O Secretario disse que dia 27 os outros 03 médicos se apresentam por aqui.

Confira as dificuldades de reposição dos médicos do programa na região do extremo sul piauiense  

Quase dois meses após o anúncio da saída dos médicos cubanos que atuavam no Piauí, 24 vagas do programa “Mais Médicos” continuam em aberto por falta de médicos interessados em atuar em municípios distantes da capital e outros grandes centros urbanos. A falta de profissionais atinge municípios situados no extremo Sul do Estado, como Morro Cabeça no Tempo, Barreiras do Piauí, Guaribas e Santa Filomena.

De acordo com a coordenadora do programa no Piauí, Idvani Braga, nessas localidades em que não houveram inscritos, os casos considerados de urgência estão sendo encaminhados para cidades-polo, já os demais atendimentos estão suspensos até a ocupação das vagas deixadas pelos médicos cubanos. “Tem município que fica muito distante e continua sem médico nenhum”, completa.

Além destas 24 vagas que já estão em aberto, a ocupação de outras 33 vagas ainda está indefinida, pois, segundo o Mais Médicos, os profissionais tinham até ontem (10) para se apresentarem nos municípios. “Nós ainda não sabemos como estão essas vagas, pois somente na segunda-feira o Ministério da Saúde vai nos enviar um relatório informando se foram preenchidas ou não”, afirma.

A coordenadora explica que, em caso de não preenchimento, as vagas serão disponibilizadas a partir do dia 23 de janeiro para médicos brasileiros formados no exterior inscritos no programa. “Os médicos vão acessar o sistema e escolher as vagas remanescentes. São profissionais que já foram inscritos no edital e o Ministério está conferindo a documentação”,explica Idvani Braga. Até o momento, 142 profissionais já estão atuando pelo Mais Médicos no estado.

Um balanço divulgado nesta sexta-feira (11) pelo Ministério da Saúde informa que 1.462 profissionais com registro no Brasil e inscritos na segunda chamada não se apresentaram nos municípios brasileiros escolhidos, o que representa 17,2% dos 8.517 das vagas disponíveis na seleção.

Confira o cronograma das próximas etapas do Mais Médicos:

14 de Janeiro - Publicação da lista dos médicos com registro médico no Brasil que iniciaram as atividades

22 de Janeiro - Publicação da validação dos documentos dos brasileiros formados no exterior

23 a 24 de Janeiro - Brasileiros formados no exterior escolhem vagas

29 de Janeiro - Publicação da validação dos documentos dos estrangeiros formados no exterior

30 a 31 de Janeiro - Estrangeiros formados no exterior escolhem vagas

Da Redação 89 99906 8076 

FONTE: O Dia

                      

Nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber abono salarial

Os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos nascidos em janeiro e fevereiro começaram a receber nessa terça (15) o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS).

Nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber abono salarial Os servidores com inscrição final 5 no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) também começaram a ter o benefício depositado.

A Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia estima que cerca de R$ 2,8 bilhões sejam pagos a 3,4 milhões de trabalhadores. O pagamento refere-se ao abono salarial de 2018, ano-base 2017.

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726-0207. Os servidores públicos devem entrar em contato com o Banco do Brasil, que fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729-0001.

Responsável pelo pagamento do PIS, a Caixa Econômica Federal começou a depositar nesta terça-feira os valores para os clientes com conta na instituição. No caso do Pasep, o Banco do Brasil também depositou hoje o benefício para seus clientes. Os correntistas dos demais bancos só receberão o abono a partir de quinta-feira (17).

Benefício

Tem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017 e ganhou até dois salários mínimos. O empregado precisa ter os dados corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do benefício é proporcional ao tempo trabalhado formalmente em 2017. Quem trabalhou por um mês recebe R$ 84, equivalente a 1/12 do salário mínimo. O valor aumenta conforme o número de meses trabalhados com carteira assinada até atingir o salário mínimo integral (R$ 998) para quem esteve empregado o ano inteiro.

O abono salarial ano-base 2017 foi pago ao longo do segundo semestre do ano passado para os trabalhadores nascidos entre julho e dezembro. Os nascidos de janeiro a julho sacam o dinheiro de janeiro a março deste ano. Quem se esquecer de retirar o dinheiro até 28 de junho, perderá o direito ao benefício.

Fonte: Agência Brasil

Acusado de violência doméstica é preso em Curimatá

Na tarde desta segunda-feira (14), uma mulher procurou o Polícia Militar do Piauí que atua em Curimatá para denunciar o seu companheiro por agressões e ameaças contra a sua vida e da sua filha.

 Acusado de violência doméstica é preso em CurimatáNo depoimento a mulher relatou que estava sendo agredida verbalmente e fisicamente com golpes no rosto e ameaças com espingarda e facão, houve ainda uma tentativa de agressão contra uma criança de um ano e quatro meses. A vítima informou que já foram registrados outros Boletins de Ocorrência contra o seu companheiro pelo mesmo motivo.

A PM se dirigiu até o local onde encontrou o facão e a espingarda em posse do agressor que foi preso em flagrante e conduzido até a delegacia de Polícia Civil da Cidade de Curimatá para que fossem feitos os procedimentos legais.

Fonte: Portal b1  

Secretaria de Saúde de Corrente ganha nova Ambulância

A Prefeitura de Corrente conseguiu mais uma grande conquista. Desta vez uma Ambulância nova, para atender junto a Secretaria de Saúde. Um investimento de 94 mil reais, recurso este alcançado por meio de emenda parlamentar do Deputado Heráclito Fortes, e por recursos próprios.

Secretaria de Saúde de Corrente  ganha nova Ambulância      A nova ambulância sera utilizada  na cidade de Corrente. Com isso a comunidade Correntina só ganhará em atendimento, tornando  mais rápido os processos de emergência e urgência da saúde local.

ascom 

22 municípios do PI continuam com vagas para o 'Mais Médicos'

Números divulgados nesta terça-feira (15) pela Secretaria de Estado da Saúde (SESAPI), apontam que no Piauí, das 199 vagas disponibilizadas no programa Mais Médicos, ainda restam 34 em aberto.

Imagem relacionadaAs cidades em que as vagas estão disponíveis são Anísio de Abreu (01), Avelino Lopes (02), Baixa Grande do Ribeiro (03), Conceição do Canindé (01), Barreiras do Piauí (2), Canavieira (01), Corrente (03), Gilbués (02), Guaribas (02), Jacobina do Piauí (01), Júlio Borges (02), Monte Alegre do Piauí (01), Morro Cabeça no Tempo (02), Parnaguá (01), Redenção do Gurgueia (01), Ribeiro Gonçalves (01), Riacho Frio (01), Santa Filomena (02) e Sebastião Barros (01), São Francisco de Assis do Piauí (01), São Gonçalo do Gurgueia (01), Tamboril do Piauí (01), Uruçuí (01).

A Secretaria ainda alertou para as datas das etapas do programa. Médicos brasileiros formados no exterior devem escolher as vagas disponíveis nos dias 23 e 24 de janeiro. Já os estrangeiros formados no exterior têm entre os dias 30 a 31 de janeiro para se candidatar.

portal r10 

INSS vai revisar cerca de 50 mil benefícios de idosos e pessoas com deficiência no Piauí

Cerca de 50 mil benefícios da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) serão revisados no Piauí. A medida faz parte de um conjunto de ações do governo federal que visa coibir fraudes no sistema previdenciário. 

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Loas é a garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família.

Para ter direito, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja menor que 1/4 do salário-mínimo vigente.

"São várias formas de fraudar esse tipo de benefício. A renda per capita da família, não ser inferior a 1/4 do salário mínimo, a pessoa ter uma doença que não seja suficiente para impossibilitar o trabalho pelo resto da vida. Temos que ter dois pontos de ataques. Serão verificados se a pessoa tem a doença e se obedece renda per capita exigida", explica o gerente do INSS no Piauí. 

Em entrevista ao Notícia da Manhã, Ney Ferraz também comentou sobre a proposta do governo federal que prevê bonificação a servidores do INSS que descobrirem fraudes. 

"Isso é uma excelente notícia. Os servidores vão continuar trabalhando sua agenda normal que são oito benefícios que devem ser analisados diariamente. Após esses oito benefícios, será aberto o sistema para o servidor analisar quantos conseguir. A cada benefício revisado, ele deve receber entre R$ 52 e R$ 57, valor extra por benefício constatado com irregularidades. Isso deve começar a valer a partir da edição da MP que até essa semana deve ser editada", explica Ferraz. 

cidade verde 

Datafolha: 84% dizem ser favoráveis à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos

 

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (14) pelo jornal "Folha de S. Paulo" aponta que 84% das pessoas que responderam à enquete são favoráveis à redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Segundo a pesquisa, 14% são contrários à alteração da lei, 2% são indiferentes ou não opinaram.

Resultado de imagem para Datafolha: 84% dizem ser favoráveis à redução da maioridade penal de 18 para 16 anosSegundo o jornal, a pesquisa foi feita entre 18 e 19 de dezembro de 2018 e ouviu 2.077 pessoas em 130 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A alteração da idade mínima para que uma pessoa possa ser presa por um crime é alvo de projetos em tramitação no Congresso. Atualmente, infratores entre 12 e 18 anos vão para os sistemas de cumprimento de medida socioeducativa, geridos pelos governos estaduais.

Opinião sobre a redução da maioridade penal, segundo a pesquisa:

 

  • favoráveis: 84%
  • contrários: 14%
  • indiferentes: 2%

 

Brasileiros que apoiam a redução da maioridade penal para 16 anos
 
em %A favorContraIndiferenteNão sabe20032006201520172018020406080100
Fonte: Datafolha

De acordo com a pesquisa, entre favoráveis à redução, 33% defendem que a medida deve valer somente para determinados crimes, enquanto 67% acham que ela deve ser aplicada a todos os tipos.

Os entrevistados na pesquisa apontaram a idade mínima de 15 anos, em média, para que uma pessoa possa ser presa por um crime. Para 45%, a faixa etária mínima deveria ser de 16 a 17 anos. Todos os recortes:

 

  • 18 a 21 anos: 15%
  • 16 a 17 anos: 45%
  • 13 a 15 anos: 28%
  • 12 anos: 9%

 

Idade em que pessoa deveria ir para a cadeia por crime que cometeu
Em %
De 16 a 17 anos: 45De 13 a 15 anos: 28De 18 a 21 anos: 15Até 12 anos: 9Não sabe: 3
De 13 a 15 anos
28
Fonte: Datafolha
 

Opinião entre homens e mulheres:

 

  • mulheres: 17% não apoiam a redução
  • homens: 11% são contrários

 

 

Legislação

 

Tramitam em conjunto no Senado quatro propostas de emenda à Constituição (PEC) para a redução da maioridade penal. Em 2018, com o fim da legislatura, três delas foram arquivadas.

Um delas, que já havia passado pela Câmara, permanece em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

O texto prevê que adolescentes de 16 a 18 anos deixem de ser inimputáveis se cometerem homicídio doloso (quando há intenção de matar), lesão corporal seguida de morte e crimes hediondos (estupro, por exemplo), e que cumpram pena separados dos maiores de 18 anos.

 
 

Fonte G1 

OPORTUNIDADE 2019:País tem 31 mil vagas abertas em 150 concursos

Pelo menos 150 concursos públicos estão recebendo inscrições para preencher quase 31 mil vagas em todo o país.

selo concursos opcao 01 — Foto: Editoria de arte/G1

Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade.

 Nesta segunda-feira (14), 15 órgãos abriram seu período de inscrição.

Veja abaixo os detalhes de cada concurso:

 Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás

 Inscrições: até 31/01/2019

  • Vagas: 17.673
  • Salários de até R$ 4.726,85
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Joanésia (MG)

 Inscrições: até 31/01/2019

  • Vagas: 47
  • Salários de até R$ 10.900
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

 Inscrições: até 01/02/2019

  • Vagas: 87
  • Salários de até R$ 9.600,92
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

 Universidade Federal do Maranhão

 Inscrições: até 08/02/2019

  • Vagas: 15
  • Salários de até R$ 4.180,66
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 Câmara Municipal de Acreúna (GO)

 Inscrições: até 08/02/2019

  • Vagas: 4
  • Salários de até R$ 1.849,20
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Veja o edital

 Tribunal de Justiça do Acre

 Inscrições: até 13/02/2019

  • Vagas: 15
  • Salários de até R$ 30.404,41
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Jacuí (MG)

 Inscrições: até 13/02/2019

  • Vagas: 83
  • Salários de até R$ 1.841,70
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Abaeté (MG)

 Inscrições: até 14/02/2019

  • Vagas: 145
  • Salários de até R$ 2.130,06
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Tangará da Serra (MT)

 Inscrições: até 14/02/2019

  • Vagas: 212
  • Salários de até R$ 13.461,38
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp)

 Inscrições: até 15/02/2019

  • Vagas: 30
  • Salários de até R$ 6.048,02
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Aracati (CE)

 Inscrições: até 17/02/2019

  • Vagas: 90
  • Salários de até R$ 2.676,32
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Universidade Federal do Acre

 Inscrições: até 15/02/2019

  • Vagas: 11
  • Salários de até R$ 4.180,66
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura Municipal de Caçu (GO)

 Inscrições: até 18/01/2019

  • Vagas: 23
  • Salários de até R$ 3.500
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura Municipal de Rochedo de Minas (MG)

 Inscrições: até 15/01/2019

  • Vagas: 12
  • Salários de até R$ 2.079,83
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

 Prefeitura de Vilhena (RO)

 Inscrições: até 16/01/2019

  • Vagas: 65
  • Salários de até R$ 2.455,35
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

 Fonte G1 

Charles Brau realiza show na Casa da Cultura com gravação de DVD

O cantor Charles Brau se apresentará na Casa da Cultura de Corrente no dia 24 de janeiro. Mas a noite será mais que especial, pois durante o evento será feita a gravação do primeiro DVD do músico.

No repertório, muito pop rock, rock e MPB. "São músicas que fizeram parte da minha tragetória e que marcaram a minha carreira", explica Charles.

Além delas, Brau também apresentará músicas autorais, compostas nas diferentes fases de seu trabalho artístico.

Os ingressos para a grande noite já estão à venda e podem ser adquiridos na Casa da Cultura, das 8h às 12h, ou através do cel/whatsapp (89) 99982-9972.

Com informações Portal Corrente 

Regina Sousa deve assumir governo do Piauí por 15 dias

O governador Wellington Dias (PT), deve se ausentar por 15 dias, em viagem de férias a Israel. Nesse período, a vice-governadora, Regina Sousa (PT), vai assumir o governo interinamente.

Regina Sousa deve assumir governo do Piauí por 15 dias O governador encaminhou uma mensagem à Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), na qual, pede autorização para se ausentar do país, e explica que a viagem é particular. A licença do cargo começa na próxima quarta-feira (16), e prossegue até 29 de janeiro.

A comissão de deputados designados para atuarem durante o recesso, formada pelos deputados Themístocles Filho (MDB), João Madison (MDB), Evaldo Gomes (PTC), Fernando Monteiro (PRTB), Severo Eulálio (MDB), Dr. Pessoa (SDD), Flora Izabel (PT), Marden Menezes (PSDB) e Flávio Nogueira Júnior (PDT), vai analisar na próxima segunda-feira (14), a solicitação do governador.

Portal r10 

PIAUÍ: Núcleo de Educação a Distância da Uespi abrirá vagas para cinco graduações em 2019

O ano iniciou e o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) da Uespi continua suas atividades e realizará em 2019 atividades tais como: ofertas de vagas para novos alunos e colaboradores, atualização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), eventos, dentre outros assuntos voltados para EaD.

Resultado de imagem para Núcleo de Educação a Distância da Uespi abrirá vagas para cinco graduações em 2019Destes assuntos mencionados o início se dará pela oferta de vagas para cursos de graduação. Serão abertas vagas para cinco cursos de licenciatura, sendo eles: Letras Português, Inglês, Espanhol, História e Matemática. Todos estes fazem parte do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), que atua em 35 municípios piauienses.

Até então o NEAD sempre utilizou o método de ingresso de alunos para cursos de graduação através de vestibular, sendo assim, o lançamento do edital está previsto para o primeiro semestre, com ingresso no segundo. Mas a direção do Núcleo aguarda definições para, quem sabe, poder fazer esta oferta com ingresso ainda em 2019.1 para que os candidatos possam iniciar as aulas o quanto antes.

“Estamos buscando um mecanismo para antecipar o ingresso dos novos alunos. Os meios são burocráticos, podendo não ser viável momentaneamente, mas estamos nos esforçando para conseguir, o que até então, seria garantido somente para o segundo semestre”, explica o diretor geral do NEAD, Franklin Oliveira.

A previsão é que a oferta dos cursos do NEAD via UAB cheguem a quatro novos polos, totalizando ao fim da seleção, 39 municípios assistidos. As novas cidades contempladas são Alegrete do Piauí, Pedro II, Altos e Redenção do Gurgueia.

Número de roubos a bancos cai no Piauí

O número de roubos a instituição financeira diminuiu 47,27% nos últimos quatros anos no estado do Piauí.

Número de roubos a instituição financeira cai no Piauí Num comparativo lançado pela Secretária de Segurança Pública, o ano de 2017 foram registrados 41 casos de roubos a instituições financeiras, contra 29 casos registrados no ano passado, uma redução 29,27% em relação a estouros de caixas eletrônicos, assaltos agências bancárias e sequestros mediante extorsão a agentes financeiros.

De acordo com o delegado William Morais, o Piauí está na contramão dos outros estados brasileiros. “ Nos demais estados do país esse número só cresce, enquanto aqui nós tivemos uma queda significativa nesse tipo de crime. Essa queda se deu, principalmente, devido a forma planejada, gradativa e a forte atuação investigativa do Grupo de Repressão e Combate ao Crime Organizado contra as organizações criminosas”, afirmou o delegado.

Ainda segundo Relatório de Indicadores de Criminalidade da Segurança Pública, o último caso registrado no estado neste tipo de crime ocorreu no mês de novembro do ano passado.

Fonte: SSP-PI

© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados